domingo, 4 de junho de 2017

Procurando


Divagando silenciosamente
por entre espaços vazios 
e renúncias de lágrimas 
encontros recônditos 
 traçam um caminhar 
delineado num flutuar
delicado de um diluir 
da saudade feito rima
insistente da lembrança 
de um odor temporal
do destino que simplesmente
se enternece num reflexo
invisível que repousa 
mansamente num sussurro
de uma brisa transbordante
de uma paz imensa.

Emanuel Moura

16 comentários:

  1. Uma paz que podemos construir se seguirmos esse emaranhado de setas!
    Como sempre Emanuel...um belo momento poético!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  2. Que belo poema! Alguns caminhos são dificeis de se encontrar e trilhar, mas a vida é feita de escolhas, devemos sempre lidar com elas e suas consequências.
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  3. Lindo,querido amigo Emanuel!

    A paz é possível!

    Obrigada pela visita e use uma das assinaturas que fiz para você no final de um de seus posts. Basta inserir como uma imagem qquer no final do post antes de publicar.

    Beijos sabor carinho e um domingo de bênçãos!

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  4. Inspiração maravilhosa,Emanuel! Os caminhos se abrem pela vida...Temos que saber trilhar! abração,chica

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde Emanuel,
    Magnífico poema que nos ensina a procurar e a construir caminhos de paz!
    Um beijinho e uma excelente semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Quantas palavras certas escritas nessas setas e você as delineou com muita precisão irmão Emanuel!
    Cada uma tem a reflexão e a direção que devemos tomar.
    "Amor à vida,respeitar a natureza com a esperança também de melhorar nossas atitudes".
    Amei ler,como tudo que você escreve.
    Bjs com carinho.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde EMANUEL.
    MAIS UM DELICIOSO POEMA QUE TÊM TODAS AS SETAS A ORIENTAR COMO AS DA FIGURA!
    UM ABRAÇO E BOA SEMANA

    ResponderEliminar
  8. Olá, amigo Emanuel!
    Que a paz reine em nós mesmo no tempo de guerra em que vivemos!
    Bjm fraternal

    ResponderEliminar
  9. Olá amigo Emanuel,
    Amor para amenizar.
    Vida para se preservar
    Natureza para admirar e respeitar
    Esperança sempre ativa no coração
    Respeito é o que a Mãe Terra clama
    Atitude corretiva contra os devastadores.

    Adorei seus versos!
    bjs no core!

    ResponderEliminar
  10. Que belo e sereno este seu sentimento transformado em poesia amigo Emanuel.

    Estou a fazer de novo uma pausa nos blogues, de vez em quando temos que recarregar as nossas forças.

    Um beijinho e até breve!

    Fernanda

    ResponderEliminar
  11. Já comentei esse seu belo post,querido amigo Emanuel!

    Adorei ver a assinatura que fiz para você como mimo aqui no seu blog! Muito lindinha!

    Seu blog está na minha lista de blogs a visitar, à direita do meu, com seu nome ao lado e recebo atualizações suas.

    Obrigada por seu belo comentário no meu espaço e volte sempre!

    Beijos sabor carinho e uma noite de terça_feira de bênçãos!

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka


    ResponderEliminar
  12. OI EMANUEL!
    QUE BELO E MANSO TRILHAR AMIGO, MUITAS VEZES DE RENÚNCIAS, MAS, TEMOS DE SEMPRE SEGUIR.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. A paz está no nosso interior e desabrocha quando lemos poema lindo e significativo como esse. Beijos, amigo!

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde Emanuel.
    Muito lindo poema, trilhando os caminhos vamos encontrando o que nosso coração procura. Você muda o ritmo de musicas e ainda sim é um enorme prazer escuta-la, amei a musica. Um feliz final de semana meu amigo. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  15. Muito bonito poeta, com estes ingredientes temos a massa pronta já que a receita é sabida. Uma beleza de poema que cultua a paz, o amor que vem de coisas simples que muitas vezes ignoramos. Aplausos pela alta sensibilidade e construção perfeita.
    Abraços e bom fim de semana na paz.

    ResponderEliminar
  16. Uma brisa de sensibilidade e poesia.
    Maravilhoso!!!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar