domingo, 13 de agosto de 2017

Embevecendo


Uma luz
que se apaga 
sem motivo
aparente
num adeus 
que surge
sem falar
num medo
que chega
e abala 
numa manhã
 tremida
que passou 
feito vazio
quê
circundava
o ar
num tempo 
que pulsa
lembranças
onde pairam
 saudades
num suspiro
 sentido
sem palavras .

Emanuel Moura








sexta-feira, 11 de agosto de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 29 ? ♥


Existem pessoas que são mão de vaca .


"Num assumir contraditório 
surge um sentimento 
que floresce num eterno 
sentir de uma palavra 
que se afaga no meu peito"

Emanuel Moura


domingo, 6 de agosto de 2017

Razão


Flutuando nos sonhos 
sem esquecer teu rosto 
sem descurar o teu sorriso 
uma visão inacabada 
 de um devaneio arrebatador
que surge para além
da emoção dos
sentidos que se afogam 
na realidade da loucura 
de um coração resistente 
por uma saudade infinita .

Emanuel Moura






sexta-feira, 4 de agosto de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 28 ? ♥


Vida é a  maior escola que temos .


"Sou apenas uma simples tela onde tudo surge como uma dádiva
que se transforma ao sabor dos dias e do tempo que não param de passar 
trazendo sempre algo de novo para me dar ."

Emanuel Moura 

domingo, 30 de julho de 2017

Suspirando


Em cada dia 
um compasso da vida 
que se vai embora 
amarrado nas saudades
que perduram para lá 
do tempo que escasseia 
na beira onde nada floresce
senão lamentos retidos
pela demora da espera 
que desaba num choro
suavizado num desejo
de um novo amanhecer 
que simplesmente passa 
invisível e inaudível 
fustigado pela espera 
desse instante comum 
entre tantos outros que surgem
num acordar silencioso 
volto a fechar os olhos de novo
deixo-me levar pelo pulsar 
de um sentir estremecido
de um sonho inacabado
perdido no tempo .

Emanuel Moura





sexta-feira, 28 de julho de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 27 ? ♥


Trazendo na  mala bastantes saudades daquele tempo.


"Numa saudade infinita 
surge um sublime desnude livre 
sobressaindo até um firme silencio 
provocante diluído nos desejos 
profundos desse instante "

Emanuel Moura