sexta-feira, 20 de outubro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 39 ? ♥


Uma pitada de humor floresce a vida .


"num pleno
brilho de ternura ressurge 
a vida expressa sentida 
num gemido declamado
na volúpia dos lábios 
o encanto do amor."

Emanuel Moura

domingo, 15 de outubro de 2017

Amor



Na altivez 
de um topo sólido
firme resiste triunfante 
um prodigioso diamante 
lavrado num coração 
agitado que suscita 
a alma e a razão
num porvir de um pranto 
triunfante um sorriso 
colhido num pleno
brilho de ternura ressurge 
a vida expressa sentida 
num gemido declamado
na volúpia dos lábios 
o encanto do amor.

Emanuel Moura

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 38 ? ♥


Festejar é deixar a vida nos renovar.


"Numa estrada sem fim 
no meio do paraíso 
onde os sonhos se realizam 
a natureza brota 
a harmonia impera 
e a beleza vive"

Emanuel Moura

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Obscuridade


Entre delírios 
imponderáveis 
exala imensurável
inspiração que surge 
numa subtil forma 
concisa de um olhar 
 imolado pela inquietude 
frígida de um sono profundo 
preso por um suspiro
incessante decomposto
num instante lúcido 
estoura um lamento
plácido preso 
no desassossego 
da noite que penetra 
num novo amanhecer .

Emanuel Moura

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 37 ? ♥


Urgente mudar mentalidades neste mundo tão cinzento.


"Uma solidão sem queixumes ,
escondida na simplicidade amadurecida pelo tempo.
tenho pena daquele que olha e vê  naquele ser humano inutilidade,
eu apenas vejo cobardia nesse olhar.
um olhar de um coração que nada tem ,
amargurado de tristeza e sedento de luz.
abandonado que espera apenas ser gente ,
sem complacências  mas de um coração cheio de amor."

Emanuel Moura

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Eco



Nas asas de um abrigo 
num arauto de voz 
a sinfonia do amor 
de um eterno sentir 
ofegante um suspiro
ardente que no peito
urge súbito eco exaltante
que surge  
num desplante cintilar
que irrompe
imensurável  jorrar 
de uma nascente 
que ecoa sentidos soluços 
em sublime alma .

Emanuel Moura