sexta-feira, 24 de novembro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 44 ? ♥


Mundo necessita de uma injecção de amor.


"numa constante dualidade cristalina 
fechamos ambos os olhos 
pausadamente absorvendo
toda a versatilidade do amor 
que nos invade e nos cega por momentos 
numa alquimia imaginável do eterno viver 
que surge em nós como um ciclo inevitável 
do amor na origem de toda a nossa vida ."

Emanuel Moura

domingo, 19 de novembro de 2017

Matilde


Num germinar 
de uma semente
 o milagre do amor surge
desperta num choro 
delirante de um instante 
onde a vida 
surge embevecida
 num renovar da felicidade 
 que floresce no primeiro
 abrir de olhos 
 existencial  suspira
 uma vontade 
desperta embalada
num viver nu e cru 
desse persistente amor
que se alenta  numa carícia 
envolvente 
numa luz cheia de esperança .

Emanuel Moura

A minha ausência deveu-se a esta linda preciosidade que Deus nos concedeu ,e especialmente a minha irmã Rita ,foi uma alegria enorme para toda a família ,minha sobrinha e afilhada nasceu dia 17-11-2017 de cesariana com 3,140



sexta-feira, 17 de novembro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 43 ? ♥


Agradáveis são as palavras que florescem ....coração.


"num lindo levitar 
envolvente 
pouso no momento 
entrelaçado 
nas emoções amadurecidas
envolto
na ternura de um incessante
abraço 
caloroso cheio de esperança."

Emanuel Moura

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 42 ? ♥


Sejam como um alfinete rompendo mentes retardadas.


"Embalado no tempo
 repousando firme
 nos meus sonhos
 amparado na esperança
vislumbro caminhos
 contorno obstáculos
sentido o cansaço
 ofegante no respirar"

Emanuel Moura 


Caros amigos estou a fazer uma pausa até dia 16  ,certamente cá estarei para continuar nesta linda viagem cativante do mundo dos blogs que há muito me fascina ,muitos beijinhos e abraços no coração Emanuel 

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 41 ? ♥


Não virem tapete na mão do opulento .


A invisibilidade da misériabilidade de um pobre que se sustenta das sobras 
dos opulentos para sua  própria sobrevivência ,desprovido, abandonado e desamparado 
sem viva voz que se ouça ,lágrimas continuas de sofrimento de tanta humilhação,
um ser individualista pela falta de oportunidades vive sem rumo nem perspectivas de vida 
lutando  pela sobrevivência exilado pelo mundo ,são vidas encobertas pela indiferença 
invisíveis mas  presente na sociedade onde vivem ignorados pelo descaso do abastado ,
preconceitos e julgamentos de tal seres menosprezados onde a soberba dita 
vidas e confundem sentimentos ,absurdo e intolerante desrespeito 
do desprezo proveniente da inevitável falta de amor pelo próximo ,num cruel
mas consentido abandono.

Emanuel Moura 

domingo, 29 de outubro de 2017

Mergulhando



Mergulhando 
na quietude 
de uma alma 
imortalizada 
murmurava 
volúvel sentir
 regado num desejo
suplica 
profunda ênfase
num estrondo 
inevitável 
um tremendo
 pressentimento 
fustigado por airosa 
 partícula 
de uma lufada 
renovadora 
que desponta
um clamor 
gritante da vida .

Emanuel Moura