domingo, 6 de setembro de 2015

Anjo (Alyan Kurdi )


Um grito de vida 
uma dor enorme 
feito lágrimas 
adornam olhos 
nesse vazio silencioso
perdido na ilusão
da esperança 
queda-se amargamente 
sem sentido 
revolto na inercia 
desfigurada do humano 
derramando cada sentimento
exposto em vão
um anjinho 
vegeta perante 
um mar imenso 
revolto sem dó 
procurando refúgio 
em terra de esperança 
onde a liberdade 
afronta a vida 
num sono eterno 
repousante desvaneces 
e tudo acaba .

Emanuel Moura

15 comentários:

  1. Oi Emanuel,como já disse é muito triste,mas Deus sabe o que faz,quem sabe ELE não desejava que esse anjo estivesse ao seu lado!!
    Bjs amigo
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Quem pode ficar indiferente perante um flagelo que assola este mundo cansado de guerras ,é preciso dizer basta de crueldade ,beijinhos e abraços <3

    ResponderEliminar
  3. Meu querido amigo, o que se passa com estes anjos perdidos é uma vergonha para toda a humanidade.
    Um beijinho comovido pelo seu poema tão sensível e terno.


    ResponderEliminar
  4. Boa noite, Emanuel.
    Forte, intenso e triste poema.
    Esperando por uma liberdade um anjo parte.
    Uma realidade frequente demais nos dias de hoje.
    Lindo e emocionante seus versos.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.
    Grata por toda amizade e carinho nos espaços onde estou.
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  5. Boa noite Emanuel, dou-lhe os meus Parabéns pela sua coragem em ter abordado este tema de forma tão elevada.
    Uma realidade que ninguém pode ignorar, pois não queremos ver mais imagens como a desse inocente que pereceu no início da vida que não chegou a viver.
    Um beijinho e continue assim dando voz aos desprotegidos da sorte.
    Boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Emanuel, o comentário acima ficou aqui por lapso, mas de qualquer forma enquadra-se.
      O poema sublime.
      Bjs

      Eliminar
  6. Boa noite Querido Emanuel.
    Como sempre os seus poemas, mostra claramente a sua sensibilidade, basta de indiferença, todos devemos evitar a guerra. Feliz semana meu amigo, estou ausente por problemas familiares, por aqui tudo bem dificil. Um grande abraço .

    ResponderEliminar
  7. Olá Emanuel,estou passando para agradecer sua visita e comentário.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente, são sempre os mais fracos que mais sofrem e sem motivo ou culpa.

    Um poema sofrido, doloroso de tão real que é.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Essa imagem me emocionou demais.
    Sabemos dessas e outras cenas de guerra, das barbáries humanas, mas nunca vou me acostumar a ver como o ser humano vive sem saber o que é o amor...
    Um anjinho que agora está ao lado do Pai celestial.
    Belo poema.
    Abração e linda tarde.

    PS: Tem tag lá na caverna. Se quiser trazer e participar, fique à vontade.

    ResponderEliminar
  10. Oi Emanuel,passando para lhe desejar um ótimo final de semana.
    Bjs -Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  11. Querido Padrinho..
    Com muita dificuldade com minha internet mas graças a Deus consegui comentar no seu blog.
    Meu Padrinho..Li com todo carinho seu poema apesar de ter lido antes sem conseguir comentar.
    Meu Amado..È através de senas tristes como essa é que damos conta , que o ser humano consegue ser o pior monstro do mundo,
    Como é triste saber de tantas mortes numa guerra fria onde vidas são ceifadas com requinte de crueldade..
    E mais um muro vai se levantar a tão pouco tempo derrubaram
    o muro de Berlim para outro construir.
    Hoje as mortes é pior que a última guerra .
    Cada palavra sua meu padrinho transmites a dor que sente no coração.
    Eu vejo pela TV e lagrimas caem , pois essa sena jamais vou esquecer.
    O bebe é o retrato triste da falta de fé e do amor.
    Deus abençoe seu final de semana.
    Beijos da sua afilhada.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  12. Emanuel que homenagem tão sentida e profunda.
    Meu amigo, hoje venho especialmente para agradecer o carinho da sua mensagem neste momento tão difícil para mim. A amizade é um farol que ilumina com palavras o nosso coração, principalmente quando temos de atravessar as tempestades da vida. Muito obrigado por me ter acompanhado e por ter tornado o meu caminho um pouco menos sombrio. Um grande abraço.
    Maria

    ResponderEliminar
  13. OI EMANUEL!
    UM TEXTO PERFEITO PARA RETRATAR A IMPERFEIÇÃO DA VIDA.
    TRISTE IMAGEM, UM ANJINHO QUE TUDO MERECIA E QUE NADA JAMAIS TERÁ.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar