segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Germinando


Num cristalino alvorecer
que perfeitamente floresce
num airoso sacudir
também se quebra
em tamanho sentir
germinado da tua
própria existência
ardente flamejante
 mortificadora de sentires
infinitos fragmentados
num desatino fugidio
da loucura zelosa
desfeita nos pensamentos
possuídos nas profundezas
de um olhar amargo
destilado num suspirante
sopro do coração
que serenamente
se entranha em mim.

Emanuel Moura



sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 05? ♥


Coerência, e a lógica do saber intuitivo .



"Malditos tolos 
que vivem enganados 
que não conseguem 
ouvir com clareza 
a voz do seu interior 
que vive aprisionada."

Emanuel Moura

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Melodia



Flutuando nas entrelinhas 
ecoando infinita partitura
levito embebecido 
absorvido pelas palavras 
transcendo nos detalhes
de uma sublime transparência
composta por  nuances
decifradas na satisfação 
reescrevo pedaços
na nitidez de um rasgo
que desfaço
almejo a inspiração 
definida pelas emoções 
desperto na imensidão 
de numa chama
que me consome
 na essência da inocência 
a volúpia da sedução
vislumbro insistente 
encantamento de um afago
 suspirante estremecido
da pura emoção .

Emanuel Moura





domingo, 19 de fevereiro de 2017

Meu Carnaval


A minha primeira vez e única que me mascarei ,infelizmente ou felizmente ,um ambíguo sentido ,pois era menino andava eu na primária e como naquele tempo ainda o Carnaval não tinha a folia que hoje tem no meu querido Portugal ,mas vamos à história era menino e naquele tempo não havia os fatos que há hoje nem as posses eram muitas  ,pois éramos quatro irmãos ,e três temos pouca diferença uns dos outros ,meu irmão andava na 1 classe ,eu na terceira e a minha irmã na quarta classe ,logo a dor de cabeça dos meus pais era enorme  para poderem arranjar forma de nos mascararem de modo que entrasse-mos no espírito do Carnaval como todos os meninos da escola ,depois de tanto matarem a cabeça kkkk,pois naquele tempo o dinheiro era curto ,lá a minha querida mãe se lembrou que tinha em casa umas batas brancas e num click se lembrou de dois médicos e uma médica ,pinta uma cruz vermelha no peito de cada um ,no bolso um paus de gelados para mandar por a língua de fora aos doentes , ao pescoço um estetoscópio de brincar ,e na malinha  um termómetro e seringas de plástico ,lá fomos nós cheios de vergonha ,chegando à escola três irmãos que pareciam fantasmas não fosse a cruz vermelha no peito ,nos aproxima-mos dos outros para festejarmos ,e  na inocência de um menino daquela idade  ,logos começaram a dizer que se sentiam mal ,uns caiam a propósito pois claro , outros queixavam-se de  dores sem as terem ,e quem chamavam para acudir os  médicos ,foi uma trabalheira que nos deixaram aos três todos corados ,parecia o reflexo da cruz na nossas faces ,que trauma nunca mais me mascarei na vida kkkkkkkk.

Emanuel Moura

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

♥Vamos brincar com ca chica nº 4? ♥


A leitura exercita a imaginação da realidade .


"Uma pagina em branco que um dia contou 
a mais linda historia que o vento arrancou .
Pedaço de historia que o vento abalou
despedaçada pela crueldade de um vento moribundo."

Emanuel Moura

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sublime


Como uma bruma
que se desfaz
insinuando silencioso
 murmúrio oculto
sigo num sibilar malicioso
remexendo nas emoções diluídas
 num olhar trespassado
 repleto de magia 
tresponho impregnado
 num eterno momento 
de puro amor
sedento encantado
que serenamente me encanta
 nos sentimentos transparentes
  que lentamente brotam
e me absorvem 
 mergulho sorvido
 pela essência 
emudecida na vastidão
do  aconchego decifro
 inspirado pelas palavras
 embalo docemente
transpondo pedaços detalhados
na nitidez sublime do pleno amor.

Emanuel Moura

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 03 ? ♥


Alegria é poder ver nosso semelhante sorrir.


"Esta  linda sensação 
que  brota do meu coração
que é tão pura
 como a minha razão de viver. "

Emanuel Moura

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Reflectindo


Reflectindo uníssono 
repousado num insuflar
 invisível sussurro
vivendo num sublimar 
 abrigo silencioso
renasço diluído
 num desabrochar
impregnado de esperança
de uma alma vivente
trespassada na infinitude
de todo o meu sentir
que lentamente me absorve .

Emanuel Moura

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

♥ Vamos brincar com a chica nº 02/ 2017 ? ♥


 No terraço contemplo,a imensidão do infinito .


"No sopé da Serra da Estrela
um olhar perdido emerge tão próximo do céu
arejando por momentos toda a leveza
indecifrável de um eterno sentir invisível 
esculpindo em mim  próprio
toda uma quietude inesgotável da vida 
que se estende para lá do meu alcance"

Emanuel Moura